Respescagem OAB – Tábua de salvação?

repescagem - sua salvação no Exame de Ordem?
Quando surgiu a repescagem no exame de ordem foi um alvoroço de esperança para os candidatos que, reprovados na 2ª fase, tinham que voltar ao martírio / desafio de estudar todas as 17 matérias da 1ª fase. Com a inserção deste novo instituto também sugiram muitas dúvidas, acerca dos prazos, forma de inscrição etc. Tudo isso você pode ficar por dentro acessando nossos artigos exclusivos sobre a repescagem.
 
Em que pese a repescagem dê um alívio e traga aquela sensação de “agora tenho que estudar apenas uma matéria”, não se engane. Relaxar neste momento pode levar o candidato ao comodismo e, consequentemente, aumenta as chances de cometer um deslize na nova tentativa tendo que voltar à estaca zero. Evidentemente que o raciocínio de que agora há apenas um norte a ser seguido é correto, mas não confie nisso e nem no aparente tempo de sobra até a próxima avaliação.
 
Aproveite este momento para fazer uma autoavaliação a fim de identificar os pontos que levaram você à reprovação e ponha em prática ações para superá-los. Um dos fatores determinantes para reprovação na 2ª fase da OAB é a falta de contato com a experiência de prova. Ou seja, exercitar peças e questões nos moldes e em condições idênticas as que você encontrará no dia da prova.

Técnicas de Estudo Específicas para 2ª Fase

Tenha em mente que a fase prático-profissional do exame de ordem é totalmente diferente da 1ª etapa. O examinador tende a exigir mais questões envolvendo problemas conceituais do que na primeira fase. Portanto, uma dica importante é dar atenção especial aos conceitos e a aplicação destes em questões e, também, teses da peça.
 
Muitas vezes o candidato reprova não por falta de estudo, mas por não estar afinado com o tipo de resposta que o examinador espera dele. É muito comum ouvir “Eu respondi o que eles queriam mas recebi nota 0 na questão”. E isso se deve ao fato de que a forma como o examinando respondeu ficou distante do “jeitinho” que a FGV gostaria que fosse.
 
Quando eu ainda estava na luta pela minha carteira da OAB, recordo que no curso que escolhi para 2ª fase havia um professor que era enfático em dizer que deveríamos “seduzir” o corretor da prova, demonstrando o máximo de domínio sobre o tema, às vezes, inclusive, mencionando informações correlatas que sequer havia sido perguntado na alternativa.
 
Moral da história é que minhas respostas ficaram longas e, devido ao sistema basicamente comparativo de correção que encontramos na prova da OAB, me dei muito mal. Uma vez que o examinador não encontrou de cara a informação que esperava ver, não atribuindo a nota as minhas respostas, embora em boa parte tivesse respondido o que fora perguntado.
 
Em que pese haja a possibilidade de recorrer e demonstrar que o que fora perguntado tenha sido respondido, é sempre um risco, pois ainda assim a banca poderá considerar que você não respondeu adequadamente.



Não enrole, nem floreie suas respostas na 2ª Fase da OAB

Seja sucinto, deixando em evidência as palavras chaves que o avaliador busca encontrar em comparação com o padrão de respostas, mencionando os artigos de lei referentes ao tema questionado e ponto final. Embora você possa discordar da OAB/FGV neste aspecto, não é o momento para protestos. É necessário adaptar-se ao que a banca espera, infelizmente. Essa ideia de tentar “seduzir” o corretor, como dizem alguns professores que estão por fora da realidade da prova prático-profissional da OAB, pode lhe custar facilmente a REPROVAÇÃO.
 
Para chegar a esta sincronia, responda questões e resolva peças de provas anteriores, comparando suas respostas com o padrão esperado pela FGV. Conheça o sistema de simulados para 1ª e 2ª fase (com autocorreção ONLINE) do Portal Prova da Ordem – Clicando AQUI.
 
A Equipe do Portal Prova da Ordem acredita e defende a efetividade da resolução de questões como o caminho mais curto para a aprovação no exame de ordem, e quando o assunto é 2ª fase isso é ainda mais importante.
 
Aproveite para conferir as principais dúvidas sobre a correção da 2ª fase e os vacilos que geram descontos na nota.
 
Portanto, tenha em mente que a repescagem não é hora para descanso, mas, sim, o momento de respirar fundo e dedicar-se ao máximo.
 
Bons estudos.

Confira algumas provas resolvidas de edições anteriores

Entrevista com Examinandos – 1ª Edição.
 
Entrevista com Examinandos – 2ª Edição.
 
Entrevista com Examinandos – 3ª Edição.
 
 
 

Tem como meta sua Aprovação na 2ª Fase?

Na tentativa de fortalecer nosso compromisso com a aprovação do maior número de candidatos no Exame da OAB, preparamos um sistema inteligente para autocorreção da Peça e Questões Dissertativas. A intenção desse sistema de correção é atribuir uma nota à prova resolvida pelo examinando, de forma a quantificar o quão preparado ele está para enfrentar a 2ª fase da OAB. Através de um breve questionário (de respostas sim / não) elaborado para cada edição da prova, o próprio examinando conseguirá corrigir sua prova, sendo sua nota atribuída automaticamente pelo nosso sistema, conforme respostas dadas pelo usuário (sim / não) e espelho de correção divulgado pela FGV.
 

Sistema para correção de provas de 2ª fase - Exame de Ordem

 
A plataforma ainda apresenta gráficos de desempenho para que os usuários possam conferir visualmente a evolução na sua preparação para a prova. Através destas funcionalidades, os examinandos poderão auferir maior confiança na sua preparação para a prova, aumentando assim suas chances de aprovação.
 
Além das provas disponíveis para estudo, o site também fornece material atualizado para sua melhor preparação, com resumos, apostilas, arquivos para download (planilhas, mapas mentais, cronogramas de estudo, etc), legislação em áudio e videoaulas públicas do youtube criteriosamente selecionadas.
 
Para mais detalhes sobre como conquistar sua aprovação na OAB, clique aqui.

 
 

Deixe seu Comentário