Oito Hábitos que Prejudicam seus Estudos

oito hábitos que prejudicam os estudos para Exame da OAB
Olá, meus caros. O tema de hoje, de uma forma ou de outra, irá lhe soar familiar. São falhas, negligências e descuidos comuns a todos que se submetem a provas. E saber reconhecer os nossos erros para não repeti-los é parte essencial no crescimento do estudante que pretende superar-se e obter a aprovação.
 
Vejamos então 8 maus hábitos comuns aos estudantes e dicas para contorná-los.
 
 

1 – Procrastinar

Na minha opinião, procrastinação é o mal do século, sendo o maior inimigo de qualquer um que tenha um objetivo a ser alcançado.
 

Procrastinação é o diferimento ou adiamento de uma ação. Para a pessoa que está a procrastinar, isso resulta em stress, sensação de culpa, perda de produtividade e vergonha em relação aos outros, por não cumprir com a suas responsabilidades e compromissos. Embora a procrastinação seja considerada normal, torna-se um problema quando impede o funcionamento normal das ações. A procrastinação crônica pode ser um sinal de problemas psicológicos ou fisiológicos. [Fonte]

 
 
Seja fiel ao seu roteiro de estudos e não deixe para fazer amanhã o que você pode e DEVE fazer hoje. Lembre-se que o Exame da OAB é uma avaliação com conteúdo programático bastante abrangente e cada ponto vencido poderá fazer diferença no dia da prova.

2 – Não se alimentar corretamente

Já trouxemos aqui no Blog do site Prova da Ordem um levantamento com sugestões de alimentação voltadas ao melhor rendimento no Exame de Ordem.
 
Com os alimentos corretos você pode aumentar nível de energia e, consequentemente, de disposição. O organismo precisa de combustível de qualidade para pensar melhor. Por essa razão, inclua alimentos que deem energia, como frutas e verduras. Consultar um nutricionista não seria um exagero.
 
 

3 – Postura  inadequada

Enquanto escrevo esta publicação estou acometido de um mal resultante da má postura e repetição, tendinite. Resultado de horas e horas frente ao computador digitando, utilizando o mouse e escrevendo na postura incorreta.
 
Não cuidar da postura pode trazer, além de problemas mais sérios, grande desconforto ao seu organismo, prejudicando diretamente o seu aprendizado. Mantenha a postura correta e evite esta situação.



4 – Não alongar

A maioria das pessoa não alonga sequer quando acorda, uma das horas mais recomendadas por especialistas para a prática.  Com o tempo os prejuízos à saúde e ao seu desempenho nas tarefas em geral será sentido, não somente durante os estudos.
 
Segundo a matéria do vídeo abaixo, o alongamento traz bem estar e sensação de relaxamento entre as atividades estressantes, principalmente para as pessoas que passam horas e horas em frente ao computador. De acordo com um dos especialistas consultados: “É interessante que de duas em duas horas a pessoa alongue…”
 
Aproveite seus intervalos para fazer uma sessão de alongamentos!
 

 
 

5 – Não treinar antes das avaliações

Sempre que me deparo com alguém que está enfrentando problemas para ser aprovado no exame de ordem, pergunto: Você praticou com provas anteriores? A resposta em 80% dos casos é surpreendentemente: NÃO. O restante das respostas dividem-se entre os que afirmaram que o cursinho revisou algumas questões no decorrer do curso e àqueles que afirmam ter praticado com provas anteriores, mas não por tempo suficiente para conquistar sua aprovação.
 
Não praticar questões durante a preparação para o Exame de Ordem é equivalente àquele que estuda natação apenas na teoria, mas nunca entra na piscina por medo ou frio. As chances de afundar no dia do teste prático são enormes. Por isso afirmo com toda convicção de quem já foi aprovado no Exame da OAB: Resolva o máximo de questões que puder! Quanto mais, melhor. Sem limites. Não poupe esforços com essa atividade.
 
 

Precisando estudar através de Provas Anteriores?

Site disponibiliza base de conhecimento com 10.000 questões para 1ª fase OAB

Se você está com dificuldades para conquistar sua aprovação no Exame de Ordem você PRECISA conhecer os serviços do site Prova da Ordem, especializado na aprovação de bacharéis em direito no Exame da OAB. Ao longo dos anos em que o Exame de Ordem é aplicado, o site Prova da Ordem construiu uma base de conhecimento GIGANTESCA sobre o Exame, comportando em sua base de dados mais de 100 provas de 1ª e 2ª fase para que bacharéis de direito possam se preparar para o Exame de Ordem. Nas provas objetivas, a equipe de site fornece comentário sobre cada alternativa, apresentando fundamento legal ou jurisprudencial utilizado para justificar a assertiva como CORRETA ou ERRADA. Para os examinandos de 2ª fase, o site disponibiliza um sistema online para que o examinando possa corrigir sua peça e questões discursivas, tudo isso sem sair de casa, ao alcance de um clique.
 
Além das provas disponíveis para estudo, o site também fornece material atualizado para sua melhor preparação, com resumos, apostilas, arquivos para download (planilhas, mapas mentais, cronogramas de estudo, etc), legislação em áudio e videoaulas públicas do youtube criteriosamente selecionadas.
 
Para mais detalhes sobre como conquistar sua aprovação na OAB, clique aqui.



6 – Trocar sono por estudo

Estudar o máximo possível é importante, mas sacrificar suas necessidades fisiológicas para isso é um erro. Segundo pesquisas, suprimir horas de sono pode aumentar o risco de diversas patologias, além de prejudicar o seu desempenho na realização de tarefas diárias.
 
As horas de estudo são importantes, mas reserve tempo suficiente para recarregar as energias, inclusive com pequenas pausas e, se possível, um pequeno cochilo durante o dia para ter o cérebro sempre o mais renovado possível para receber a absorver melhor as informações.
 
Isso vale também para as famosas “maratonas pré-prova”. Abrir mão do descanso adequado perto da data também não é nada recomendado. O descanso pré-prova é MUITO importante.
 
 

7 – Não resolver suas dúvidas

Comum entre a maioria dos estudantes, deixar de elaborar perguntas sobre assuntos mal compreendidos é um dos piores hábitos para seu aprendizado. Realizar perguntas é parte essencial no processo de aprendizagem. Nem todos sentem-se à vontade para assumir a condição de não ter compreendido determinado assunto. Para os mais tímidos, o advento da tecnologia veio a facilitar o processo de questionamento e indagação, sendo suficiente o envio de um email ao professor, ou até mesmo a utilização do Google ou Wikipédia para sanar as dúvidas.
 
E se existe alguma outra razão para você deixar de questionar sobre suas dúvidas, SUPERE! Se há algo que você não pode ter na hora da prova é justamente alguma dúvida, pois as questões irão versar exatamente nos pontos dúbios para tentar te levar ao erro.



8 – Falta de senso crítico

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças” – Charles Darwin

 
Esta célere frase que todos pensamos ser de Charles Darwin, mas que na verdade não é, ilustra bem o que quero dizer com falta de senso crítico. Para estudar e aprender com eficiência você precisa estar aberto a mudanças e quebra de paradigmas, constantemente auto-avaliando seu próprio desempenho, a fim de adaptar-se o máximo possível e alcançar os melhores resultados.
 
Portanto, é de suma importância que você saiba reconhecer os seus erros e por em prática ações para superá-los. Bem como, conseguir reconhecer seus acertos para também manter as boas práticas.
 
 
Se você se identificou com algum dos tópicos acima, proponha-se a contornar cada um dos maus hábitos para que eles não prejudiquem a sua caminhada rumo à aprovação.
 
Compartilhe essas dicas com seus Amigos!
Bons estudos!
 
 

Deixe seu Comentário