Roteiro de Estudos para 2ª Fase e Peças cobradas nas últimas Edições

Roteiro de Estudos para 2ª Fase e Peças cobradas nas últimas Edições
Ter um Roteiro de Estudos para 2ª Fase e saber quais são as Peças cobradas nas últimas Edições pode trazer um norte para a sua preparação.
 
Grande parte dos aprovados na 1ª Fase do Exame de Ordem já está intensificando seus estudos para a 2ª etapa.
 
A prova prático-profissional, por ser dissertativa, demanda uma estratégia de estudo diferenciada.
 
Por isso, nessa matéria iremos propor um direcionamento para seus estudos, aplicando algumas dicas de professores especialistas na prova discursiva e examinandos aprovados no Exame de Ordem.
 
A principal característica cobrada do examinando na prova de 2ª Fase é sua capacidade de argumentação.
 
Diferentemente da prova objetiva, o examinando deve ir além do entendimento da matéria, declinando a argumentação sobre seu entendimento, de forma clara, persuasiva e pautada em dispositivos legais.
 

Em suma, o candidato precisa convencer a banca que tem conhecimento sobre a matéria tratada e, acima de tudo, que está preparado para exercer as atribuições da advocacia.
 
Primando pelo conhecimento jurídico de sua área de especialização e sabendo traduzir problemas vivenciados no dia-a-dia em soluções legais.
 
Com o intuito de organizar os conhecimentos e experiências que pretendemos apresentar nessa matéria, dividimos seu conteúdo em 5 tópicos.
 
Esses foram os tópicos que julgamos mais importantes para sua preparação e envolvem os 3 pilares para sua aprovação nessa 2ª Fase: planejamento, conhecimento jurídico e treinamento.
 
Acima de tudo, acreditamos que o principal pilar seja a prática, pois você deve ter escolhido sua matéria de maior afinidade e, consequentemente,aquela que você tem elevado grau de entendimento.
  
Então vamos começar…
 
 

1 – Roteiro de Estudos para 2ª Fase

Não importa qual seja seu objetivo de vida, sem planejamento seus sonhos nunca sairão do papel. Sabemos que nessa altura a ansiedade é imensa e o tempo de preparação é muito curto.
 
E é justamente por isso que você precisa de planejamento: quando mais escasso for seu tempo, mais preciso deve ser seu plano!
 
A estruturação de um roteiro de estudos não é algo complexo e você verá que surtiu efeito somente depois da prova, quando seu nome for divulgado na lista de aprovados.
 
A seguir, vamos lhe propor uma sugestão de roteiro de estudos que você pode adaptar conforme suas necessidades:
 

Semana 1 – 6 horas / dia

Inicie os estudos da disciplina escolhida para 2ª Fase. Faça a revisão da doutrina específica e assista todas as videoaulas de preparação para a 2ª Fase que você tiver acesso.
 

Semana 2 – 6 horas / dia

Como você já deve saber, a peça é a parte mais importante da prova. Se você errar a identificação da peça, irá zerá-la e consequentemente terá de aceitar sua reprovação. Estude os tipos de petições possíveis, fundamentos legais, estrutura e hipóteses de incidência.
 
O tópico a seguir irá tratar mais sobre a identificação da peça e como você deve praticá-la.
 

Semana 3 – 6 horas / dia

Reforce o estudo da primeira semana com resolução de exercícios e simulados. Estude jurisprudências aplicáveis às possíveis peças e assista videoaulas da matéria escolhida.
 

Semana 4 – 6 horas / dia

Pratique a estruturação do esqueleto da peça, com base nos possíveis tipos de petições cabíveis. Seu maior foco nessa semana não será a elaboração da peça em si, mas sim sua estruturação, seu esqueleto, os elementos que a irão compor.
 
O esqueleto da peça será um tópico aprofundado a seguir.  Intercale a prática com videoaulas.
 

Semana 5 – 8 horas / dia

A última semana é TREINO. Resolva as provas das últimas edições. Resolva todas que você conseguir.
 
Estruture a peça, mas também pratique a resolução das questões dissertativas. Pratique até sua exaustão e com certeza você se sentirá preparado para a prova!
 
Lembre-se que a prova será resolvida com papel e caneta, e seu treinamento também deve ser assim.
 
 

2 – Hábito no manuseio de seu Vade Mecum

Dominar a utilização do Vade Mecum poderá trazer impacto muito positivo em sua nota final, uma vez que este será seu único aliado no dia da prova. 
 
Em relação ao Vade Mecum que você pretende utilizar para a prova de 2ª Fase, dê sempre preferência para o material mais atualizado, tendo em vista que a FGV pode cobrar atualizações legislativas e súmulas que saíram até a data de publicação do edital da prova e que você não encontrará no Vade de anos anteriores.
 
Nessa fase de preparação para a 2ª Fase, evite pesquisas na internet, apostilas e resumos. Faça do Vade Mecum uma extensão de seu conhecimento, utilizando em TODOS os dias daqui por diante.
 
Você poderá precisar dele no dia da prova e se você não estiver dominando a pesquisa no índice remissivo e seu padrão de marcações, você perderá muito tempo na consulta, sendo que a FGV geralmente vence os examinandos pelo relógio.
 
Abaixo seguem algumas sugestões de publicações em que abordamos aspéctos sobre Vade Mecum para OAB:
 

Qual o Melhor Vade Mecum Para OAB

Dicas para TURBINAR seu Vade Mecum

Sugestão de marcações para seu Vade Mecum 

 
 

3 – Identificação da peça

A prova de segunda fase tem uma peculiaridade muito importante: a identificação da peça é crucial para sua aprovação. Se você errar na identificação da mesma, você não terá chances de aprovação.
 
Por esse motivo, sugerimos que durante a sua preparação você aproveite para aprimorar sua prática na identificação de peças e respectivas fundamentações. 
 
A identificação correta da peça será o ponto de partida para sua aprovação, mas vale ressaltar também a necessidade de indicação correta e completa do Nomem Iuris e fundamento legal.
 
Para avaliar sua preparação para identificação de peças, propomos um exercício bem fácil de fazer. Sem auxílio de nenhum material de apoio, liste numa folha de papel as possíveis peças cabíveis em sua prova prático-profissional.
 
A seguir, identifique a fundamentação legal para cada uma delas, também sem apoio de nenhum material. A facilidade com que você executa esse breve exercício, abrangendo TODAS as possibilidades, apontará o quão você está preparado em relação à identificação de peças.
 
Por questão de organização, deixamos para o final dessa matéria a lista de peças cobradas nas últimas edições do Exame da OAB. Leia com atenção e repare na recorrência das peças…
 
 

4 – Esqueleto de sua peça

Uma das técnicas mais importantes para a prova de 2ª fase com certeza é estruturar o esqueleto da peça prático-profissional, algo que lhe trará uma nova perspectiva para aprovação no Exame de Ordem.
 
O esqueleto tem a serventia de assumir o papel de um mapa para um bom desempenho na peça, uma vez que certifica que o candidato cumpriu alguns dos critérios especificados no edital e auxilia no processo de fundamentação legal.
 
Como este tópico é um pouco extenso, decidimos por tratá-lo em separado.
 

Como estruturar o esqueleto de sua peça na 2ª fase do Exame da OAB.

 
 

5 – Treinar, treinar e treinar!

Uma das máximas defendidas pela equipe do site Prova da Ordem: somente a prática pode trazer sua aprovação. Não teria frase melhor para começar esse tópico, se não esta.
 
Para conquistar sua aprovação na prova de 2ª Fase, você precisa estar com a escrita manual muito bem treinada, estar habituado com a gestão do tempo de prova e ter prática da estruturação de peças e resolução de questões dissertativas.
 
Para conquistar essas virtudes, não há outra forma que não seja através do treinamento contínuo.
 
Nada do que tentamos transmitir para você surtirá efeito se você simplesmente não treinar com as provas de edições anteriores. Talvez esse seja o tópico de maior relevância para sua aprovação, por isso merece seu TOTAL comprometimento.
 
 
Esperamos com essas informações contribuir para sua aprovação!
Contem sempre com a Equipe do site Prova da Ordem.
Estamos juntos pela sua aprovação!!
 
 

Apostila CERTA para sua Aprovação na 2ª Fase OAB

Apostila CERTA para sua Aprovação na 2ª Fase OAB
A apostila da 2ª Fase OAB aborda, de forma prática, a forma correta de construção da Peça e Questões Dissertativas.
 
Imagem Ilustrativa – material digital em PDF

Para mais detalhes sobre a Apostila, clique aqui

 
 
 
1ª Edição – Prova e Depoimentos de Aprovados no Exame de Ordem
 
2ª Edição – Prova e Depoimentos de Aprovados no Exame de Ordem
 
3ª Edição – Prova e Depoimentos de Aprovados no Exame de Ordem
 
4ª Edição – Prova e Depoimentos de Aprovados no Exame de Ordem
 

Confira as peças cobradas nas últimas Edições do Exame da OAB

 

Peças mais cobradas – Direito Administrativo

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito Administrativo

XXIII Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

XXII Exame de Ordem – Apelação

XXI Exame de Ordem – Apelação

XX Exame de Ordem – Apelação

XIX Exame de Ordem – Petição Inicial de Ação de Rito Ordinário

XVIII Exame de Ordem – Mandado de Segurança

XVII Exame de Ordem – Ação Ordinária com pedido de Antecipação dos Efeitos da Tutela

XVI Exame de Ordem – Ação de Ordinária

XV Exame de Ordem – Ação Popular

XIV Exame de Ordem – Mandado de Segurança

XIII Exame de Ordem – Apelação

XII Exame de Ordem – Recurso Ordinário Constitucional e Apelação

XI Exame de Ordem – Rito ordinário

X Exame de Ordem – Contestação

IX Exame de Ordem – Ação Ordinária

VIII Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

VII Exame de Ordem – Ação Popular

VI Exame de Ordem – Opção 1: Ação de desapropriação indireta

VI Exame de Ordem – Opção 2: Ação ordinária de indenização por apossamento administrativo

V Exame de Ordem – Mandado de Segurança

IV Exame de Ordem – Opção 1: Ação de Responsabilidade Civil

IV Exame de Ordem – Opção 2: Ação Indenizatória pelo rito ordinário em face da União

2010.3 (FGV) – Contestatória

2010.2 (FGV) – Ação Ordinária de Indenização por danos morais e materiais

2010.1 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança

2009.3 (Cespe/UnB) – Opção 1: Mandado de Segurança

2009.3 (Cespe/UnB) – Opção 2: Rito Ordinário

2009.2 (Cespe/UnB) – Apelação

2009.1 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança

2008.3 (Cespe/UnB) – Recurso Ordinário em Mandado de Segurança

2008.2 (Cespe/UnB) – Ação de Anulação de Ato Administrativo cumulada com Obrigação de Fazer e com pedido de antecipação de tutela

2008.1 (Cespe/UnB) – Habeas Data

2007.3 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança

2007.2 (Cespe/UnB) – Ação Popular

2007.1 (Cespe/UnB) – Ação de indenização por desapropriação indébita

 
 

Peças mais cobradas – Direito Civil

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito Civil

XXIII Exame de Ordem – Recurso de Apelação

XXII Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

XXI Exame de Ordem – Recurso de Apelação

XX Exame de Ordem – Ação de Alimentos

XIX Exame de Ordem – Recurso de Apelação

XVIII Exame de Ordem – Embargos de Terceiro

XVIII Exame de Ordem – Embargos de Terceiro

XVII Exame de Ordem – Ação de Consignação em Pagamento

XVI Exame de Ordem – Contestação

XV Exame de Ordem – Recurso Especial

XIV Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

XIII Exame de Ordem – Ação de obrigação de fazer com pedido de tutela antecipada

XII Exame de Ordem – Ação de Interdição com Pedido de Antecipação de Tutela

XI Exame de Ordem – Ação de despejo com pedido de antecipação de tutela

X Exame de Ordem – Ação de embargos de terceiros

IX Exame de Ordem – Ação de Alimentos Gravídicos

VIII Exame de Ordem – Ação de Usucapião

VII Exame de Ordem – Ação Declaratória de Inexistência de Débito cumulada com Obrigação de Fazer e Indenização por Danos Morais

VI Exame de Ordem – Opção 1: Ação cautelar de busca e apreensão de pessoa

VI Exame de Ordem – Opção 2: Ação ordinária com pedido de tutela antecipada

V Exame de Ordem – Opção 1: Cautelar preparatória com pedido de concessão de medida liminar

V Exame de Ordem – Opção 2: Ação de conhecimento com pedido de concessão dos efeitos da tutela

IV Exame de Ordem – Petição Inicial de Alimentos

2010.3 (FGV) – Petição Inicial direcionada ao Juízo Cível

2010.2 (FGV) – Apelação

2010.1 (FGV) – Réplica

2009.3 (Cespe/UnB) – Apelação

2009.2 (Cespe/UnB) – Apelação

2009.1 (Cespe/UnB) – Apelação

2008.3 (Cespe/UnB) – Apelação

2008.2 (Cespe/UnB) – Ação de indenização por danos morais e materiais cumulada com ação de alimentos pelo rito ordinário

2008.1 (Cespe/UnB) – Ação de investigação de paternidade cumulada com pedido liminar de alimentos provisionais

2007.3 (Cespe/UnB) – Ação de Indenização por Dano Material

2007.2 (Cespe/UnB) – Ação de reconhecimento e dissolução de sociedade de fato e partilha de bens

2007.1 (Cespe/UnB) – Ação de cobrança de encargos condominiais e acessórios

 
 

Peças mais cobradas – Direito Constitucional

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito Constitucional

XXIII Exame de Ordem – Mandado de Segurança

XXII Exame de Ordem – Mandado de Injunção Coletivo

XXI Exame de Ordem – Ação Civil Pública

XX Exame de Ordem – Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental

XIX Exame de Ordem – Ação Direta de Inconstitucionalidade por omissão

XVIII Exame de Ordem – Ação Popular

XVII Exame de Ordem – Opção 1: Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN)

XVII Exame de Ordem – Opção 1: Parecer

XVI Exame de Ordem – Ação Direita de Inconstitucionalidade (ADIN)

XV Exame de Ordem – Mandado de Segurança com pedido de liminar

XIV Exame de Ordem – Recurso Ordinário Constitucional

XIII Exame de Ordem – Ação Direita de Inconstitucionalidade (ADIN)

XII Exame de Ordem – Recurso Extraordinário

XI Exame de Ordem – Mandado de Segurança

X Exame de Ordem – Recurso Extraordinário

IX Exame de Ordem – Ação Ordinária

VIII Exame de Ordem – Recurso Extraordinário

VII Exame de Ordem – Ação Direta de Inconstitucionalidade

VI Exame de Ordem – Ação Popular

V Exame de Ordem – Opção 1: Ação Ordinária com pedido de tutela antecipada

V Exame de Ordem – Opção 2: Mandado de segurança com pedido de liminar

IV Exame de Ordem – Recurso ordinário em mandado de segurança de competência do STJ

2010.3 (FGV) – Habeas-data

2010.2 (FGV) – Mandado de Segurança com pedido liminar

2010.1 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança Coletivo com pedido liminar

2009.3 (Cespe/UnB) – Ação popular com pedido liminar

2009.2 (Cespe/UnB) – Ação popular com pedido liminar

2009.1 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança com pedido liminar

2008.3 (Cespe/UnB) – Mandado de Injunção

2008.2 (Cespe/UnB) – Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN)

2008.1 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança

2007.3 (Cespe/UnB) – Reclamação Constitucional com pedido liminar

2007.2 (Cespe/UnB) – Mandado de Segurança preventivo coletivo

2007.1 (Cespe/UnB) – Habeas Corpus

 

Apostila CERTA para sua Aprovação na 2ª Fase OAB

Apostila CERTA para sua Aprovação na 2ª Fase OAB
A apostila da 2ª Fase OAB aborda, de forma prática, a forma correta de construção da Peça e Questões Dissertativas.
 
Imagem Ilustrativa – material digital em PDF

Para mais detalhes sobre a Apostila, clique aqui

 
 

Peças mais cobradas – Direito Empresarial

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito Empresarial

XXIII Exame de Ordem – Ação Revocatória

XXII Exame de Ordem – Ação de Dissolução Parcial

XXI Exame de Ordem – Ação Monitória

XX Exame de Ordem – Ação Renovatória

XIX Exame de Ordem – Pedido / Requerimento de recuperação judicial

XVIII Exame de Ordem – Apelação

XVII Exame de Ordem – Pedido (ou Requerimento) de Extinção das Obrigações do Falido

XVI Exame de Ordem – Opção 1: Pedido de Falência

XVI Exame de Ordem – Opção 2: Ação de Execução por Título Extrajudicial

XV Exame de Ordem – Ação de Prestação de Contas

XIV Exame de Ordem – Ação de Execução

XIII Exame de Ordem – Contestação ao Requerimento de Falência

XII Exame de Ordem – Ação de Dissolução Parcial de Sociedade

XI Exame de Ordem – Recurso Especial

X Exame de Ordem – Ação de Restituição

IX Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

VIII Exame de Ordem – Opção 1: Habilitação de Crédito Retardatária

VIII Exame de Ordem – Opção 2: Impugnação à relação de credores

VII Exame de Ordem – Execução de título judicial

VI Exame de Ordem – Contestação

V Exame de Ordem – Réplica

IV Exame de Ordem – Petição Inicial relativa à ação de execução

2010.3 (FGV) – Habilitação de Crédito Retardatária

2010.2 (FGV) – Petição inicial de ação ordinária

2010.1 (Cespe/UnB) – Ação Renovatória de locação

2009.3 (Cespe/UnB) – Embargos de terceiros

2009.2 (Cespe/UnB) – Ação revocatória

2009.1 (Cespe/UnB) – Ação monitória

2008.3 (Cespe/UnB) – Réplica à Contestação

2008.2 (Cespe/UnB) – Agravo de instrumento com pedido de efeito suspensivo

2008.1 (Cespe/UnB) – Ação cautelar inominada de sustação de protesto com pedido de liminar

2007.3 (Cespe/UnB) – Contestação

2007.2 (Cespe/UnB) – Ação de dissolução de sociedade

2007.1 (Cespe/UnB) – Ação condenatória de obrigação de não fazer cumulada com perdas e danos

 
 

Peças mais cobradas – Direito Penal

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito Penal

XXIII Exame de Ordem – Alegações Finais por Memoriais

XXII Exame de Ordem – Recurso de Apelação

XXI Exame de Ordem – Resposta à Acusação

XX Exame de Ordem – Alegações Finais por Memoriais

XIX Exame de Ordem – Contrarrazões de Apelação

XVIII Exame de Ordem – Recurso de Apelação

XVII Exame de Ordem – Memoriais Finais

XVI Exame de Ordem – Agravo em Execução

XV Exame de Ordem – Queixa-Crime

XIV Exame de Ordem – Memoriais Finais

XIII Exame de Ordem – Recurso de apelação

XII Exame de Ordem – Apelação

XI Exame de Ordem – Recurso em sentido estrito

X Exame de Ordem – Revisão Criminal e Justificação

IX Exame de Ordem – Memoriais

VIII Exame de Ordem – Resposta à acusação

VII Exame de Ordem – Apelação como assistente da acusação

VI Exame de Ordem – Petição de relaxamento de prisão

V Exame de Ordem – Apelação

IV Exame de Ordem – Apelação

2010.3 (FGV) – Recurso em Sentido Estrito

2010.2 (FGV) – Resposta à Acusação ou Defesa Preliminar

2010.1 (Cespe/UnB) – Memoriais

2009.3 (Cespe/UnB) – Queixa-Crime

2009.2 (Cespe/UnB) – Memoriais

2009.1 (Cespe/UnB) – Recurso em sentido estrito

2008.3 (Cespe/UnB) – Resposta à Acusação

2008.2 (Cespe/UnB) – Apelação

2008.1 (Cespe/UnB) – Memoriais

2007.3 (Cespe/UnB) – Memoriais

2007.2 (Cespe/UnB) – Recurso de Apelação

2007.1 (Cespe/UnB) – Recurso Ordinário Constitucional

 
 

Peças mais cobradas – Direito Trabalho

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito do Trabalho

XXIII Exame de Ordem – Contestação

XXII Exame de Ordem – Reclamação Trabalhista

XXI Exame de Ordem – Recurso Ordinário

XX Exame de Ordem – Reclamação Trabalhista

XIX Exame de Ordem – Recurso Ordinário Interposto pela Reclamada

XVIII Exame de Ordem – Contestação

XVII Exame de Ordem – Contestação

XVI Exame de Ordem – Recurso Ordinário

XV Exame de Ordem – Recurso Ordinário

XIV Exame de Ordem – Reclamação Trabalhista

XIII Exame de Ordem – Opção 1: Embargos de terceiro

XIII Exame de Ordem – Opção 2: Embargos à Execução

XII Exame de Ordem – Reclamação Trabalhista

XI Exame de Ordem – Contestação

X Exame de Ordem – Ação de Consignação em Pagamento

IX Exame de Ordem – Recurso Ordinário

VIII Exame de Ordem – Contestação

VII Exame de Ordem – Recurso Ordinário

VI Exame de Ordem – Contestação

V Exame de Ordem – Contestação

IV Exame de Ordem – Contestação

2010.3 (FGV) – Recurso Ordinário

2010.2 (FGV) – Contestação

2010.1 (Cespe/UnB) – Contestação

2009.3 (Cespe/UnB) – Reclamação trabalhista sob rito ordinário

2009.2 (Cespe/UnB) – Opção 1: Ação de consignação em pagamento

2009.2 (Cespe/UnB) – Opção 2: Reclamação Trabalhista cumulada com pedido de consignação em pagamento

2009.1 (Cespe/UnB) – Recurso Ordinário

2008.3 (Cespe/UnB) – Reclamação Trabalhista cumulada com pedido de Indenização por Danos Morais

2008.2 (Cespe/UnB) – Contestação

2008.1 (Cespe/UnB) – Contestação

2007.3 (Cespe/UnB) – Contestação

2007.2 (Cespe/UnB) – Reclamação trabalhista

2007.1 (Cespe/UnB) – Contestação

 
 

Peças mais cobradas – Direito Tributário

Peças mais cobradas na 2ª Fase da OAB em Direito Tributário

XXIII Exame de Ordem – Ação de Rito Ordinário

XXII Exame de Ordem – Embargos à Execução

XXI Exame de Ordem – Ação de Repetição de Indébito

XX Exame de Ordem – Embargos à Execução

XIX Exame de Ordem – Mandado de Segurança

XVIII Exame de Ordem – Agravo

XVII Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

XVI Exame de Ordem – Apelação

XV Exame de Ordem – Execução de pré-executividade

XIV Exame de Ordem – Mandado de Segurança Preventivo com Pedido Liminar

XIII Exame de Ordem – Exceção de pré-executividade

XII Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

XI Exame de Ordem – Mandado de segurança com pedido de liminar

X Exame de Ordem – Opção 1: Agravo de Instrumento

X Exame de Ordem – Opção 2: Apelação

X Exame de Ordem – Opção 3: Recurso Inominado

X Exame de Ordem – Opção 4: Ação de Repetição de Indébito

X Exame de Ordem – Opção 5: Mandado de Segurança com Pedido de Liminar

X Exame de Ordem – Opção 6: Ação Anulatória

X Exame de Ordem – Opção 7: Ação Declaratória de Inexistência de Relação Jurídica

IX Exame de Ordem – Mandado de Segurança

VIII Exame de Ordem – Agravo de Instrumento

VII Exame de Ordem – Mandado de segurança com pedido de liminar

VI Exame de Ordem – Ação de repetição de indébito

V Exame de Ordem – Ação de consignação em pagamento

IV Exame de Ordem – Opção 1: Mandado de segurança com pedido de liminar

IV Exame de Ordem – Opção 2: Ação anulatória com pedido de antecipação de tutela

2010.3 (FGV) – Embargos à Execução Fiscal

2010.2 (FGV) – Embargos à Execução Fiscal

2010.1 (Cespe/UnB) – Ação Declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária cumulada com Ação de Repetição de Indébito e pedido de antecipação de tutela

2009.3 (Cespe/UnB)– Opção 1: Impetração de Mandado de Segurança

2009.3 (Cespe/UnB)– Opção 2: Ação ordinária com pedido de tutela antecipada

2009.2 (Cespe/UnB) – Ação anulatória de lançamento tributário

2009.1 (Cespe/UnB) – Ação de repetição de indébito cumulada com Ação Declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária

2008.3 (Cespe/UnB) – Ação anulatória de lançamento tributário com pedido de tutela antecipada

2008.2 (Cespe/UnB) – Ação Declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária com pedido de tutela antecipada

2008.1 (Cespe/UnB) – Ação Declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária cumulada com repetição de indébito e com pedido de tutela antecipada

2007.3 (Cespe/UnB) – Contestação

2007.2 (Cespe/UnB) – Ação Declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária cumulada com repetição de indébito

2007.1 (Cespe/UnB) – Ação Declaratória de inexistência de relação jurídico-tributária cumulada com repetição de indébito

 
 

Apostila CERTA para sua Aprovação na 2ª Fase OAB

Apostila CERTA para sua Aprovação na 2ª Fase OAB
A apostila da 2ª Fase OAB aborda, de forma prática, a forma correta de construção da Peça e Questões Dissertativas.
 
Imagem Ilustrativa – material digital em PDF

Para mais detalhes sobre a Apostila, clique aqui

 
 
 

Deixe seu Comentário