Absolutamente TUDO para sua Aprovação na OAB

Blog do Curso Prova da Ordem

por

Professora, Advogada, Graduada em Direito pela Universidade Federal de Sergipe, aprovada no XXVIII Exame da Ordem, ainda no 9º período, colaboradora do Curso Prova da Ordem desde então e sempre disposta a criar conteúdo e contribuir para sua aprovação. Perfil no instagram : @profmarianadantas.

Aviso Prévio para OAB

O Direito do Trabalho é uma das disciplinas do grupo C e conta com 05 das 80 questões do Exame da Ordem.

Escolhemos um tema que, por já estar mais para o final dessa disciplina, acaba não sendo estudado e já foi cobrado nos últimos Exames da Ordem.

Nesses artigos, você encontrará tudo que precisa saber sobre o tema Aviso Prévio para OAB.

Vamos ao que interessa?

Na CLT, o assunto aviso prévio está previsto nos artigos 487 a 491 da CLT.

Nos contratos por prazo indeterminado, aquele que pretende encerrar o contrato deve comunicar a outra parte da relação com certa antecedência.

O aviso prévio tem a finalidade de dar ao empregado e ao empregador um prazo para se organizar e ir em busca de um novo emprego ou funcionário.

#SELIGA: O contrato de trabalho só será encerrado após o período de aviso prévio. Veja o que diz a OJ nº 82 DA SDI-1 do TST:

82. AVISO PRÉVIO. BAIXA NA CTPS (inserida em 28.04.1997)

A data de saída a ser anotada na CTPS deve corresponder à do término do prazo do aviso prévio, ainda que indenizado.

#IMPORTANTE: Como o aviso prévio conta como tempo de serviço, está sujeito a contribuição do FGTS, conforme dispõe a súmula nº 305 do TST.

E nos contratos por prazo determinado?

Em regra, não possui aviso prévio, uma vez que as partes já sabem quando o contrato irá terminar.

Todavia, caso as partes estipulem no contrato por prazo determinado cláusula assecuratória de direito recíproco de rescisão antecipada, deverá ocorrer o aviso prévio (art. 481 da CLT).

#SELIGANASÚMULA:

Súmula nº 163 do TST:

AVISO PRÉVIO. CONTRATO DE EXPERIÊNCIA (mantida) – Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003

Cabe aviso prévio nas rescisões antecipadas dos contratos de experiência, na forma do art. 481 da CLT 

Prazo

Primeiro, saiba que as partes podem estipular prazos diversos. Todavia, a regra geral é a seguinte:

  • a)    Concedido pelo empregado (art. 487 da CLT) – Normal
    ·   08 dias – empregado recebe por semana ou período menor;
    ·   30 dias – empregado recebe salário quinzenalmente ou mensalmente ou que possua mais de 12 meses de serviço prestado.
  • b)    Concedido pelo empregador (art. 1º da Lei 12.506/11) – Proporcional

No mínimo 30 dias e no máximo 90 dias, contando 03 dias para cada ano trabalhado.

Exemplo: Mariana trabalha há 03 anos no Prova da Ordem, ela terá direito a 39 dias de aviso prévio ( 30 dias + 09 dias = 39 dias)

Lucas trabalha há 22 anos no Prova da Ordem, ela terá direito a 90 dias de aviso prévio ( 30 dias +  66 dias = 96 dias, todavia, lembre que limite o  legal é de 90 dias).

#SELIGANATABELA[1]:

Meses trabalhadosAviso prévio normal – recebimento semanalAviso prévio normal – recebimento quinzenal ou mensalAviso prévio proporcional
11 meses8 dias30 dias30
12 meses8 dias30 dias30 +3
13 meses8 dias30 dias30 + 3
25 meses8 dias30 dias30+ 3+ 3

E como é feita a contagem dos dias?

Aplica-se o Código Civil : Exclui o dia do começo e inclui o dia do vencimento.

Combo de Apostilas para 1ª Fase OAB

📚 Combo de Apostilas para OAB

Material COMPLETO para sua Aprovação na OAB. São 24 apostilas digitais com 50% de desconto! Ao fazer a compra do material, você ainda ganha 4 brindes exclusivos e tem direito às atualizações das apostilas pelo período de 12 meses. Ou seja, a garantia de material sempre atualizado e de qualidade, algo essencial para uma boa preparação. Ficou interessado(a)? Adquira o Combo de Apostilas do Curso Prova da Ordem por apenas 12x de R$ 18,88 no cartão de crédito ou R$ 189 no boleto.

Saiba mais sobre o Combo de Apostilas →

Casos em que não será devido aviso prévio:

·   Contrato por prazo determinado;

·   Em caso de morte do empregado;

·   Empregado demitido por justa causa;

#TEMQUESABER: Será devido aviso prévio pela metade:

– na hipótese de rescisão do contrato por culpa recíproca.

  • na hipótese de rescisão por acordo entre as partes[2], nos termos do art. 484 da CLT.

Pagamento

O aviso prévio, independentemente de ser trabalhado ou indenizado, projeta o término do contrato de trabalho para a respectiva data de término do aviso.

O pagamento deverá ser feito até 10 dias após o término do aviso, ou seja, deverá ser feito até 10 dias após o término do contrato.

Não concessão do aviso prévio

Os §1º e 2º do art. 487 da CLT esclarecem o que acontece caso o aviso prévio não seja concedido:

A falta do aviso prévio por parte do empregador dá ao empregado o direito aos salários correspondentes ao prazo do aviso, garantida sempre a integração desse período no seu tempo de serviço.

Já a falta de aviso prévio por parte do empregado, dá ao empregador o direito de descontar os salários correspondentes ao prazo respectivo.

Observe que a falta de aviso prévio do empregador é a situação do aviso prévio indenizado[3].

Jornada de Trabalho pós aviso prévio

De acordo com o art. 488 da CLT, o horário normal de trabalho do empregado, durante o prazo do aviso, e se a rescisão tiver sido promovida pelo empregador, será reduzido de 2 (duas) horas diárias, sem prejuízo do salário integral.

Já o p.ú do art. 488 da CLT dá ao empregado uma segunda opção: Ao invés de diminuir 02 horas diárias durante o período de aviso prévio, não trabalhar por 07 dias corridos .

Desistência

É possível, desde que a outra parte concorde. Veja o que diz o art. 489 da CLT:

Art. 489 – Dado o aviso prévio, a rescisão torna-se efetiva depois de expirado o respectivo prazo, mas, se a parte notificante reconsiderar o ato, antes de seu termo, à outra parte é facultado aceitar ou não a reconsideração.

Parágrafo único – Caso seja aceita a reconsideração ou continuando a prestação depois de expirado o prazo, o contrato continuará a vigorar, como se o aviso prévio não tivesse sido dado.

Falta grave durante o período de aviso prévio

Lembre que durante o período de aviso prévio o contrato flui normalmente, logo é possível que tanto o empregado quanto o empregador cometam falta grave durante esse período e, consequentemente, “percam” o direito ao aviso prévio.

Sobre o tema, temos os arts. 490 e 491 da CLT.

 O empregador que, durante o prazo do aviso prévio dado ao empregado, praticar ato que justifique a rescisão imediata do contrato, sujeita-se ao pagamento da remuneração correspondente ao prazo do referido aviso, sem prejuízo da indenização que for devida.

O empregado que, durante o prazo do aviso prévio, cometer qualquer das faltas consideradas pela lei como justas para a rescisão, perde o direito ao restante do respectivo prazo.

JURISPRUDÊNCIA – Aviso Prévio para OAB

  • O prazo prescricional para ação trabalhista somente começa a fluir após findo o prazo do aviso prévio;
  • É devido aviso prévio no caso de fechamento da empresa, na modalidade indenizada;
  • Não pode ser dado aviso prévio durante o período de estabilidade do empregado;

Ex. gravidez ou dirigente sindical.

Se o empregado receber auxílio-doença no curso do aviso prévio, os efeitos da dispensa somente se concretizam após o término do benefício.

Por enquanto era isso em relação ao Aviso Prévio para OAB. Se você gostou do resumo, compartilhe com os amigos. E se restou alguma dúvida, deixe nos comentários.

Cursos Online para 2ª Fase OAB em Direito do Trabalho

👨‍🏫 2ª Fase OAB TRABALHISTA

Nosso curso de 2ª Fase da OAB em Direito do Trabalho possui aulas super objetivas, apresentando como elaborar cada uma das possíveis peças cobradas pela OAB/FGV. O resultado dessa abordagem prática de ensino-aprendizagem consolida-se na formação de examinandos muito mais capacitados para enfrentar a 2ª Fase da OAB.

O Curso é ministrado pelo Prof. Edgar Herzmann, e está com 40% de desconto para os primeiros 100 alunos que realizarem matrícula para o XXXII Exame OAB. Por apenas 12x de R$ 34,94 você já pode preparar sua aprovação na prova-prático profissional.

Mais detalhes do Curso →

Confira também:


Referências e notas do resumo sobre Aviso Prévio para OAB:

[1] Tabela retirada do Livro Diálogos do Direito do Trabalho, Ed. 2020, Editora Juspodvim.

[2] Aqui também será devido pela metade a indenização sobre o FGTS.

[3] Lembre que aqui também será devido FGTS.

Receba com exclusividade nossas publicações sobre o Exame de Ordem

Preencha seu nome e e-mail para ficar por dentro de todas as novidades sobre a Prova da OAB.

Informe o seu nome.
Informe o seu e-mail.