Os 10 Erros na Preparação para 1ª Fase da OAB

Os 10 Erros na Preparação para 1ª Fase da OAB
Se tem uma coisa que deixa os OABeiros apreensivos é o tempo. Ele é, ao mesmo tempo, um aliado e inimigo. O que define o que ele será, são as estratégias que você irá utilizar durante a sua preparação para a OAB. Todavia, como sempre frisamos aqui no Portal Prova da Ordem, um bom plano de estudos é o que faz do tempo o seu maior aliado. Sem ele, pode haver desperdício de tempo e, consequentemente, uma redução das chances de aprovação na OAB. Abaixo confira quais os principais Erros na Preparação para 1ª Fase da OAB:

1 – Planejamento a médio ou longo prazo

No Exame de Ordem não é aceitável que o candidato aguarde o edital para dar início a sua preparação, ou pior, às vésperas da prova.
 
Esperando o encurtamento do prazo, o candidato entrará em parafusos para tentar recuperar o tempo perdido. Não obstante, prejudicará, também, o seu estado emocional.
 
Lembrando que o equilíbrio emocional é um dos seus maiores adversários quando o assunto é Exame de Ordem.
 
Desta forma, o ideal é que você elabore um roteiro de estudos para OAB, uma agenda, a médio e longo prazo. Um plano A para a prova que se aproxima, e um plano B, para o caso de reprovação.
 
 

2 – Apenas estudar e não praticar

Quando o assunto é Prova da OAB, a primeira coisa que a maioria pensa é em cursos preparatórios, livros, apostilas etc. E muitos acabam esquecendo de uma das coisas mais importantes para a preparação para o Exame de Ordem, a prática!
 
A resolução de questões é o carro chefe para o sucesso na OAB.
Fazer exercícios, acredite, é quase tão importante quanto estudar em si.
 

Para mais detalhes sobre a pratica a resolução de questões para Exame de Ordem, clique aqui.

 
 

3 – Negligenciar os simulados de edições anteriores

Outro erro dos OABeiros que deixam de praticar questões, é não realizar simulados. Imprimir a prova e realizar como se fosse uma avaliação real.
 
Os simulados trazem diversos benefícios:

  • Permite que você verifique o tempo gasto em cada questão;
  • Possibilita que sejam constatados seus pontos fortes e fracos em cada matéria;
  • Lhe deixa mais ciente quanto a forma como o conteúdo será exigido na prova.

 
 

4 – Não ter metas de estudo

Tão importante quanto ter um planejamento dentro da sua realidade, é que sejam estabelecidas metas diárias. Isso evita que você acabe estudando sem regularidade, pois o ritmo é muito importante para que se chegue tinindo na prova.
 
 

5 – Dar um passo maior que as pernas

Cada pessoa é única, possuindo características individuais no tocante ao ritmo de aprendizagem, técnica de estudo que mais se adéqua. Todavia, nem todos levam isso em conta, trazendo para seu planejamento metas muitas vezes impossíveis de serem alcançadas.
 
É importante ter consciência dos seus próprios limites, sem estabelecer para si cargas impossíveis de estudo. Às vezes o menos é mais, e isso também se aplica para a preparação para o Exame de Ordem.
 
Desta forma, você deve estabelecer um planejamento compatível com a sua realidade, de tempo disponível e condições de aprendizado.

6 – Não seguir a ordem lógica da matéria

Todo o ramo do Direito possui uma ordem de temas para que possa ser compreendido adequadamente.
 
Por isso, é primordial que seja observada essa estrutura na hora de definir o seu plano de estudos. Quando você pula temas, às vezes deixa para trás uma base que é crucial para compreensão de assuntos posteriores. Tornando o aprendizado muito mais moroso e desmotivador.
 
 

7 – Pular de matéria em matéria

Quando da construção do plano de estudos, é prejudicial que sejam definidas diversas áreas para um mesmo dia.
 
O recomendado é que você estude, no máximo, duas matérias em um mesmo dia, bem como, preferencialmente, que elas estejam relacionadas. Isso facilitará a assimilação do conteúdo.
 
 

8 – Não estudar matérias que não gosta

Na Prova da OAB são exigidos 17 ramos do Direito na 1ª fase, logo é compreensível que você não tenha afinidade com todas as matérias. Todavia, negligenciar alguma delas pode ser um erro fatal.
 
Para ser aprovado no Exame de Ordem você precisa ter uma boa média em todos os ramos. Zerar alguma matéria porque simplesmente não gostava de estuda-la, pode te deixar em uma situação bastante desconfortável para que você consiga recuperar em outras áreas.
 
 

9 – Estudar sem direcionamento

É sabido que existem assuntos mais cobrados na Prova da OAB. Por isso, é relevante que isso seja levado em conta no momento da construção do seu planejamento, a fim de evitar a concentração de esforços em temas de baixíssima incidência e, às vezes, complexos, desnecessariamente.
 
Garanta que os temas mais sensíveis tenham sido estudados até o dia da prova para garantir um bom resultado.
 
 

10 – Não fazer anotações

Um dos pontos chaves para a aprovação no exame de ordem é revisar o conteúdo. Mas, dificilmente você conseguirá fazê-lo se não fez anotações durante o estudo.
 
Por isso, é crucial que você faça resumos e anotações dos temas estudados a fim de possibilitar a otimização da revisão do conteúdo posteriormente.
 
 

Deseja sua Aprovação na OAB?

Estude através das Provas Anteriores do Exame de Ordem!

Se você está com dificuldades para conquistar sua aprovação no Exame de Ordem você PRECISA conhecer os serviços do site Prova da Ordem, especializado na aprovação de bacharéis em direito no Exame da OAB. Ao longo dos anos em que o Exame de Ordem é aplicado, o site Prova da Ordem construiu uma base de conhecimento GIGANTESCA sobre o Exame, comportando em sua base de dados mais de 100 provas de 1ª e 2ª fase para que bacharéis de direito possam se preparar para o Exame de Ordem. Nas provas objetivas, a equipe de site fornece comentário sobre cada alternativa, apresentando fundamento legal ou jurisprudencial utilizado para interpretar a assertiva como falsa ou verdadeira. Para os examinandos de 2ª fase, o site disponibiliza um sistema online para que o examinando possa corrigir sua peça e questões discursivas, tudo isso sem sair de casa, ao alcance de um clique.
 
Para mais detalhes sobre como conquistar sua aprovação na OAB, clique aqui.

 
 

Deixe seu Comentário