Quatro dicas para você recuperar o foco nos estudos para Exame da OAB

recuperar o foco nos estudos para Exame da OAB
Publicada a lista preliminar de aprovados da 1ª fase da OAB, e transcorridos mais de 20 dias da realização da prova, já é possível se ter uma ideia mais concreta sobre às reais chances de aprovação ou não para quem ainda depende do resultado sobre a interposição de recursos, considerando as questões passíveis de anulação na prova.
 
E por mais que a reprovação tenha um inevitável custo emocional e financeiro, é preciso ter inteligência neste momento para encarar o quadro que se apresenta e tomar as melhores decisões. E, assim, reverter esta situação já na próxima oportunidade.
 
Acredite, não é o fim do mundo. Está muito longe disso.
 
Aqueles que estão na faixa dos 39 acertos possuem as melhores chances entre os reprovados, mas para os que pontuaram 37 acertos ou menos, elas são praticamente inexistentes.
 
No entanto, nada de chorar pelo leite derramado. Acompanhe o restante desta publicação e entenda porque essa pode ser uma grande oportunidade para dar a volta por cima com muita categoria.
 
Confira também: XX Exame da OAB – Fiz 39, e agora?

1 – Seja honesto consigo mesmo

A reprovação, sem dúvida alguma, meche com o brio de qualquer pessoa. Afinal de contas, é preciso aceitar e reconhecer que fomos insuficientes naquele dia. Mas é nesse momento que se deve ter inteligência emocional e muita honestidade para olhar para trás e diagnosticar todos os porquês do resultado negativo.
 
Embora seja bastante comum, e até verdadeiro muitas vezes, que se atribua à fatores externos as razões que levaram à reprovação, a verdade nua e crua é que a resposta para a reversão desta situação está exclusivamente no próprio indivíduo.
 
O que não significa dizer, todavia, que o candidato tenha que receber todo o peso pelo mau desempenho, nada disso! Mas, sim, que a solução para superar todos os fatores que influenciaram para este resultado negativo, só pode ser encontrada por uma pessoa, ele mesmo.
 
Desta forma, é importante que se faça um mapeamento das maiores dificuldades percebidas durante o processo de preparação, pontuando cada uma que tenha passado pela mente do candidato (Ex.: matéria que deixou de lado; conteúdo que achou difícil; pouco tempo para estudar; muita festa; falta de organização; ansiedade etc).
 
Leia também: Como contornar a Ansiedade para o exame da OAB
 
É importante que sejam destacados também os bons frutos que foram colhidos durante este período de estudos. Assim, o candidato também pode fazer uma lista enaltecendo o que fora positivo neste processo, a fim de mantê-los e valorizá-los. É preciso não se abater, praticar mais, estudar mais e tentar mais uma vez.
 
 

2 – Aprimorar os pontos fracos e reforçar os fortes

De posse destas listas sugeridas anteriormente, agora o candidato possui um panorama melhor daquilo que foi bom e aquilo em que ainda é preciso melhorar. A partir disso, a indicação é que se comece pelas raízes mais profundas, ou seja, que se dê ênfase àquilo que mais tenha atrapalhado para que seja corrigido.
 
Considere um espaço maior em seu roteiro de estudos para as matérias e conteúdo que você mais errou na prova.
 
É um instinto de autopreservação evitar o enfrentamento do que se tem mais dificuldade, mas não é a postura mais correta para quem pretende ser superar as suas dificuldades.



3 – Manter o ritmo de estudos

Não caia no erro de “dar um tempo para esfriar a cabeça”. Evidentemente que haverá a ressaca da reprovação e um pequeno período de fossa (que deve ser curtido inclusive), mas este “tempo” não pode se prolongar. É preciso encarar o cérebro como um músculo e o estudo como uma atividade física, porque da mesma forma que nos exercícios, a retomada de algum esforço sempre exigirá mais força em relação ao que praticamos com regularidade.
 
 

4 – Experimentar novas técnicas e modalidades de cursos

Após a reprovação na 1ª fase do Exame de Ordem, normalmente o primeiro pensamento do candidato é o de renovar o seu curso preparatório para OAB e tentar mais uma vez.
 
No entanto, este intervalo para reflexão também pode considerar a experimentação de novas modalidades de cursos preparatórios e/ou métodos de aprendizagem diferentes. A mudança pode ser um fator estimulante, trazendo um novo ânimo ao candidato.
 
Uma das técnicas mais eficientes, e muitas vezes negligenciada pelos examinandos, é a resolução de questões de provas anteriores da Prova da Ordem. Método cientificamente comprovado como até duas vezes mais efetivo que outras técnicas de estudo.
 
Leia também: Preparação para o Exame da OAB – Presencial ou Online?
 
 
 

Confira o SEGREDO dos Aprovados nos Exame de Ordem

 
 

Você está se preparando para 1ª Fase da OAB?

Estude através das Provas Anteriores do Exame de Ordem!

Se você está com dificuldades para conquistar sua aprovação no Exame de Ordem você PRECISA conhecer os serviços do site Prova da Ordem, especializado na aprovação de bacharéis em direito no Exame da OAB. Ao longo dos anos em que o Exame de Ordem é aplicado, o site Prova da Ordem construiu uma base de conhecimento GIGANTESCA sobre o Exame, comportando em sua base de dados mais de 100 provas de 1ª e 2ª fase para que bacharéis de direito possam se preparar para o Exame de Ordem. Nas provas objetivas, a equipe de site fornece comentário sobre cada alternativa, apresentando fundamento legal ou jurisprudencial utilizado para interpretar a assertiva como falsa ou verdadeira. Para os examinandos de 2ª fase, o site disponibiliza um sistema online para que o examinando possa corrigir sua peça e questões discursivas, tudo isso sem sair de casa, ao alcance de um clique.
 
Além das provas disponíveis para estudo, o site também fornece material atualizado para sua melhor preparação, com resumos, apostilas, arquivos para download (planilhas, mapas mentais, cronogramas de estudo, etc), legislação em áudio e videoaulas públicas do youtube criteriosamente selecionadas.
 
Para mais detalhes sobre como conquistar sua aprovação na OAB, clique aqui.



Deixe seu Comentário