1ª Fase OAB: Cinco coisas que você Precisa Saber

Dicas essenciais sobre a 1ª fase da OAB
O Exame de Ordem é uma prova com características muito próprias. Com duas fases, uma objetiva e outra discursiva, é um obstáculo que ainda confunde muitos novatos que terão de enfrentar o certame. A prova da OAB é a porta de entrada, ao mesmo tempo que é a ponta do iceberg dos desafios que o mundo jurídico reserva aos aspirantes da advocacia.
 
Apesar disso, não há o que temer. Quando avaliada, pesada e medida, o Exame pode ser superado como qualquer outra entrevista admissional. Afinal de contas, no Exame de Ordem não há um número específico de vagas, e todos aqueles que conseguirem dentro das regras do jogo, vencê-lo, obterão a habilitação para advogar.
 
Com o passar dos anos o Exame de Ordem passou por diversas transformações, até se encontrar no formato que temos hoje, de 80 questões objetivas na primeira fase, tendo que acertar um mínimo de 40 para avançar para a segunda etapa, e média mínima de 6 na fase discursiva para ser aprovado.
 
E acertar esses 50% na prova objetiva, para alguns, é um verdadeiro pesadelo. Todavia, com a devida organização, você verá que fazer os 40 acertos não é algo inalcançável e que conhecer a prova é um dos mais importantes passos trilhar o êxito.

1 – O dito “mínimo” para aprovação

A primeira coisa que você deve fazer para aumentar suas chances de aprovação no Exame de Ordem é eliminar o conceito que para lograr êxito na 1ª fase você precisa de 40 acertos. Embora esta seja a nota de corte, é beirando os 40 pontos, com 37/38/39 questões que fica para traz a maioria dos candidatos que reprovam na 1ª fase.
 
A realidade de anulações na 1ª fase é amarga e passar com folga pode ser traduzido em uma palavra: Alívio.
 
Portanto, esqueça o mínimo, pois, no dia da prova, você dará o seu máximo.
 
 

2 – A importância de cada matéria

A 1ª fase possui outra característica importante que não deve ser ignorada pelo candidato, de que cada matéria possui um número específico de questões. O que, naturalmente, faz com que cada ramo do direito tenha peso diferenciado quando equacionado o certame.
 
Matérias com maior número de questões naturalmente deverão ocupar um lugar mais relevante em seu roteiro de estudos do que as que possuem um número menor de questões. Isso dará melhor direcionamento para seus estudos.
 
 

3 – No Exame de Ordem a regra é NÃO HAVER anulações

O histórico de anulações em provas objetivas da OAB não é animador. Portanto, aquele jargão existente nos concursos públicos não deve ser levado em consideração: “sempre anulam umas duas ou três depois com recurso”. Em que pese os cursos preparatórios explorem comercialmente muito bem a expectativa por um número elevado de questões passíveis de anulação, a realidade é bem diferente, sendo exceção as edições em que alguma questão é anulada.
Apenas para contextualizar esse tema, observe o histórico das últimas provas:

  • X Exame de Ordem – Nenhuma
  • XI Exame de Ordem – 1 questão
  • XII Exame de Ordem – Nenhuma
  • XIII Exame de Ordem – Nenhuma
  • XIV Exame de Ordem – Nenhuma
  • XV Exame de Ordem – 2 questões anuladas
  • XVI Exame de Ordem – nenhuma questão anulada

 
Nas 7 edições que trouxemos como exemplo, apenas 3 questões anuladas, sendo que o episódio ocorreu em apenas duas edições. Portanto, não conte com anulações.
Confira a publicação 47 pontos na 1ª fase da OAB – Aprove com folga!
 

Conheça o site Prova da Ordem, especializado em aprovar Bacharéis em Direito no Exame da OAB


4 – Temas mais cobrados na 1ª fase

Hoje a 1ª fase é composta por 17 ramos do Direito e é visível que há temas preferidos pela banca em cada um deles. Além de uma definição baseada no número de questões de cada matéria (conforme indicado no item 2), também é possível e recomendado que você observe os conteúdos mais recorrentes de cada uma das 17 matérias cobradas na prova.
 
Isso lhe dará mais clareza e segurança na hora de estudar, uma vez que estará focando no que mais tem probabilidade de ser exigido.
 
O site Prova da Ordem tem uma publicação interessantíssima em relação aosassuntos mais cobrados na 1ª Fase da OAB daS últimas edições da prova, e sua leitura é MUITO recomendada.
 
 

5 – Praticar é o melhor caminho

Comprovadamente o melhor caminho para aumentar as suas de passar na primeira fase do Exame da OAB é através da resolução de questões. É importante, sim, estudar a matéria em si, mas conjuntamente com o estudo você deve aproveitar o vasto número de provas de edições para se habituar com a forma que a prova irá exigir o conteúdo. Além disso, você poderá verificar se o que você está estudando se encaixa com o que a prova está exigindo.
 
Avaliando seu desempenho prova após prova, você poderá direcionar o seu estudo de forma mais inteligente, obtendo, dessa forma, maior eficiência e aproveitamento.
 
 

Seu Objetivo é a Aprovação na 1ª Fase da OAB?

Estude através das Provas de Edições Anteriores do Exame de Ordem!

Se você está com dificuldades para conquistar sua aprovação no Exame de Ordem você PRECISA conhecer os serviços do site Prova da Ordem, especializado na aprovação de bacharéis em direito no Exame da OAB. Ao longo dos anos em que o Exame de Ordem é aplicado, o site Prova da Ordem construiu uma base de conhecimento GIGANTESCA sobre o Exame, comportando em sua base de dados mais de 100 provas de 1ª e 2ª fase para que bacharéis de direito possam se preparar para o Exame de Ordem. Nas provas objetivas, a equipe de site fornece comentário sobre cada alternativa, apresentando fundamento legal ou jurisprudencial utilizado para interpretar a assertiva como falsa ou verdadeira. Para os examinandos de 2ª fase, o site disponibiliza um sistema online para que o examinando possa corrigir sua peça e questões discursivas, tudo isso sem sair de casa, ao alcance de um clique.
 
Além das provas disponíveis para estudo, o site também fornece material atualizado para sua melhor preparação, com resumos, apostilas, arquivos para download (planilhas, mapas mentais, cronogramas de estudo, etc), legislação em áudio e videoaulas públicas do youtube criteriosamente selecionadas.
 
Para mais detalhes sobre como conquistar sua aprovação na OAB, clique aqui.

 



Deixe seu Comentário