10 Dicas para Estudar para OAB com eficiência

Estudar para OAB
Estudar para OAB pede muito mais foco na eficiência preparatória do que na quantidade de matéria estudada. Estudar muito pode sim prejudicar o aprendizado e isso é chamado pelos especialistas de “overlearning”.
 
Se você já teve a sensação de estudar muito e aprender pouco ou teve que ler e reler diversas vezes um material e, mesmo assim, ficou sem entender, você pode estar praticando o “overlearning” sem saber.
 
Em alguns casos, o overlearning pode ser positivo, mas somente para memória de curto prazo, sendo praticamente impossível reter a gigantesca gama de exigidos às vésperas de uma prova como o Exame de Ordem.
 
Somente será, de fato, eficiente estudar para OAB, quando você ultrapassar a barreira da simples memorização temporária e alcançar a real compreensão do conteúdo para qualquer finalidade que seja.
 
Caso você se identifique com essa situação, continue lendo esta publicação, pois traremos 10 mecanismos com eficácia cientificamente comprovada para que você saia desse ciclo de ineficiência e passe a estudar para OAB de forma que você realmente sinta resultado.
 
 

Confira 10 dicas para Estudar para OAB de forma mais eficiente

1 – Compreenda a “curva do esquecimento”

Curva do Esquecimento ao Estudar para OAB

Descoberta em 1885 pelo filósofo alemão Hermann Ebbinghaus, a curva mostra o quanto de informações nosso cérebro é capaz de reter com o passar do tempo, após uma sessão de estudos com uma hora de duração.
 
Analisando a imagem acima, percebe-se que a curva vai caindo com o passar do tempo e que na primeira vez que você tem contato com algum conteúdo sua retenção chega a atingir 100%, mesmo que por um curto período.
 
No dia seguinte, caso não tenha contato novamente com estas informações, você recordará de aproximadamente 50% do que aprendeu e assim se sucede até que você recorde muito pouco – ou quase nada – daquilo que foi estudado.
 
Nota-se que nos primeiros dias a curva é mais acentuada e, portanto, em regra, esquece-se mais nas primeiras horas do que ao longo de 30 dias.
 
Por essa razão, Ebbinghaus chegou a conclusão de que suas chances de retenção do conteúdo são de até 80% superiores se você tiver contato novamente com o conteúdo dentro de 24h.
 
E quanto mais você repetir esta prática, mais “consciente” seu cérebro ficará em relação a importância desta informação, diminuindo as chances de que sua memória julgue necessário descartá-la.
 
Para aumentar sua eficiência ao estudar para OAB, revise o material mais próximo do dia que você teve contato com ele do que próximo do dia da prova.
 
 
 

2 – Relacione informações ao Estudar para OAB

Também conhecida como aprendizagem contextual, relacionar o conteúdo estudado com fatos, imagens e outras informações de modo geral, potencializa o aprendizado.
 
Isso exige que você personalize seus próprios métodos, fazendo conexões com informações que façam sentido para si.
 
Ex.: Princípio da Publicidade (Direito Administrativo) – Faixas amarelas que delimitam a área proibida para estacionar, edital para concurso, edital para licitações etc.
 
Há casos em que essa simples relação pode fazer com que a retenção da informação seja armazenada por toda vida!
 
 
 

3 – Tecnologia x Material Impresso

Com o advento da tecnologia, o uso de Tablets e outros meios eletrônicos para estudar e armazenar informações tem aumentado gradativamente, principalmente pela conveniência e portabilidade destas ferramentas.
 
Todavia, algumas pesquisas indicam que mais de 90% de alunos em estudo afirmam ter mais compreensão utilizando os métodos tradicionais (papel e caneta) em relação ao acesso de informações pela via digital.
 
Ou seja, mesmo que você utilize ferramentas tecnológicas para estudar para OAB, tenha sempre a mão – e faça uso – de papel e caneta para anotações e construção de resumos, bem como imprima o conteúdo sempre que possível.
 
 

4 – Ao revisar, utilize a “recordação ativa”

O mais habitual ao realizar uma revisão é reler o material que, em regra, são resumos com anotações feitas durante a sessão de estudo.
 
Todavia, alguns especialistas afirmam que este método, embora tenha seus efeitos positivos, carece de alguns cuidados. Ler e reler anotações pode levar você a pensar que entendeu o conteúdo quando, na verdade, isso não ocorreu.
 
Para contornar isso, recomenda-se o uso da “recordação ativa”, que consiste em deixar de lado o material e tentar lembrar do seu conteúdo antes de propriamente realizar a releitura das anotações.
 
Isso potencializará a memória a longo prazo da informação.
 
 
 

5 – Estude assuntos diversos

É cientificamente comprovado que estudar mais de um tema aumenta a efetividade do aprendizado em relação ao estudo concentrado de apenas um assunto.
 
O que não significa, no entanto, que você não pode reunir campos de assuntos relacionadas ou semelhantes – isso é inclusive recomendado.
 
Ao estudar para OAB, portanto, leve isso em consideração.

6 – Mude seu ambiente de estudo

Um bom ambiente de estudo para OAB é aquele que você sente-se bem (ponto). E o mais comum é que ele seja sempre o mesmo, já que isso traz certo conforto, segurança e colabora para a construção do hábito de estudo.
 
Todavia, alguns especialistas apontam que variar o local de estudo pode aumentar os níveis de retenção do conteúdo e de concentração.
 
Experimente estudar ao ar livre, em uma biblioteca ou em outro cômodo da casa quando você perceber que o estudo não está “rendendo” tanto quanto deveria.
 

Dicas para Melhorar o Ambiente de Estudos para OAB

 
 
 

7 – Sistema Leitner ou “cartões de memorização”

Também conhecida como técnica dos “cartões de memorização”, ela serve para que se aprenda conteúdos que você não está familiarizado valendo-se da repetição.
 
O funcionamento é bastante simples: Coloca-se cartões com perguntas relacionadas ao tema em uma caixa.
 
Em seguida, você pega um dos cartões e tenta responder a pergunta. Acertando, move-se o cartão para outra caixa. Se errar, mantém-se o cartão na caixa original.
 
Repete-se o processo na segunda caixa. A diferença é que caso você erre, deve retornar o cartão para caixa original. Dessa forma, você estudará os cartões da primeira caixa com mais constância.
 

Como Estudar por Conta Própria para Exame da OAB

 
 
 

8 – Esteja constantemente pensando sobre seu estudo

Também conhecida como metacognição, ou “pensar sobre o pensar”, esse método consiste em estar constantemente avaliando seu próprio progresso e modo de estudo.
 
Monitorar e mensurar seu aprendizado é muito importante! E o mesmo se aplica ao seu estado emocional, por exemplo. Pensar sobre estas coisas ajudará você a estudar melhor.
 
A ideia da metacognição é ajudar em um aprendizado mais consciente.
 
 
 

9 – Seja o professor de alguém

Partindo da premissa de que professor é aquele que passa adiante um conteúdo que domina. Então sim, você é um potencial professor.
 
Pesquisas apontam que você possui mais chances de retenção do conteúdo quando há expectativa de passar esse conhecimento adiante.
 
Não obstante, estudos também indicam que há mais dedicação por parte daqueles que pretendem ensinar aquilo que está sendo aprendido, pois buscam métodos que lhe permitam organizar estas informações na mente a fim de assegurar sua precisão no momento de ensinar.
 
Chame um amigo e faça-lhe a seguinte proposta, um ensina o outro e ambos aprendem o dobro! E, caso não tenha a quem propor, vale até pensar em “alunos imaginários” ou futuros a fim de alimentar esta expectativa de “ser professor” e aproveitar seus efeitos benéficos.
 
 
 

10 – Ao estudar para OAB, também pratique!

O estudo científico realizado pela Psychological Science in the Public Interest é enfático ao afirmar que o Teste Prático é até DUAS VEZES mais eficiente do que as demais técnicas.
 
Ao invés de ficar horas e horas apenas lendo, reserve um tempo para resolver questões e sinta uma diferença gigantesca na retenção de conteúdo e em seu desempenho nas questões do Exame de Ordem.
 
Todas essas dicas são levadas em consideração na construção do nosso Roteiro de Estudos para OAB, para conhecê-lo acesse o link abaixo:
 

Roteiro de Estudos para 1ª Fase OAB

 
 

Sistema de Provas Online

Conquiste sua Aprovação na 1ª Fase da OAB estudando através de Questões Comentadas! A melhor técnica de estudo é a prática na resolução de questões de edições anteriores.

Saiba mais sobre esta técnica de estudo

 
 
 

Deixe seu Comentário